Aceitação e confiança na empresa por parte das comunidades serão debatidas na Expo & Congresso Brasileiro de Mineração

As contingências, o custo e o tempo demandado, além dos potenciais conflitos, fizeram o fator “comunidade local” ganhar destaque nas últimas décadas no processo mineral e conduziram a “Licença Social para Operar (LSO)” ao primeiro patamar no ranking mundial dos dez riscos enfrentados por negócios nas áreas de metais e mineração (EY Global Mining & Metals 2019-20).  Questões complexas requerem abordagens complexas visando o desempenho social da empresa.

A temática será destaque no minicurso “Licença Social para Operar: Tendências e Estratégias para o Engajamento com a Comunidade Local”, ministrado pela pesquisadora Dra. Ana Lúcia F. Santiago. Este e outros três minicursos integram a programação paralela da Expo & Congresso Brasileiro de Mineração (EXPOSIBRAM), que será realizada de 9 a 12 de setembro em Belo Horizonte (MG).

“Temos as licenças legais para operar, as licenças econômicas (exigências do mercado, padrões) e a licença social para operar. Cumprir as exigência legais é um pré-requisito para se obter a licença social, mas nem sempre a conformidade com todas as exigências legais reflete em aceitação e confiança por parte da população local”, explica a pesquisadora.

Ana Lúcia diz que a LSO passa a integrar a estratégia de negócio nas empresas, tornando-se parte do planejamento e do desenvolvimento das operações minerais, necessária para a redução dos riscos associados a conflitos locais. Contudo, é importante compreender que a LSO vai além da gestão dos riscos, ela está diretamente relacionada com a gestão dos potencias impactos e com a criação de benefícios locais.

“Teremos a oportunidade neste minicurso de proporcionar aos participantes conhecimento prático e teórico para as decisões gerenciais que envolvem o relacionamento empresa-comunidade, além de abordar modelos de gestão e indexadores de eficácia já adotados para a gestão da Licença Social no setor mineral, incluindo o Projeto Reflexivity da CSIRO Austrália”, explica.

Aos interessados, a participação é mediante inscrição e pagamento de forma separada das inscrições ao Congresso Brasileiro de Mineração. Clique aqui e saiba mais informações sobre os minicursos.

Patrocínios

Até o momento, a EXPOSIBRAM conta com o patrocínio de: Nexa (diamante), Vale (diamante), Anglo American (ouro), AngloGold Ashanti (ouro), Mosaic Fertilizantes (ouro), Kinross (prata), Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (bronze), Geosol (Bronze), Gerdau (bronze) e Taboca (bronze).

Serviço:

Expo & Congresso Brasileiro de Mineração (EXPOSIBRAM)
Data: 9 a 12 de setembro de 2019
Local: Expominas – Belo Horizonte (MG)
Mais informações: www.portaldamineracao.com.br/exposibram
Secretaria Executiva (Ética Eventos): (31) 3444 – 4794

 

 

1
0