ArcelorMittal e USP assinam convênio da cátedra Construindo o Amanhã

Parceria será voltada para desenvolvimento de pesquisas, soluções e atração de novos talentos

A ArcelorMittal e a Universidade de São Paulo (USP) assinaram convênio hoje (terça-feira), no prédio da Reitoria. Essa iniciativa pioneira prevê o lançamento da cátedra “ArcelorMittal Construindo o amanhã”, voltada para a Construção Civil.

A parceria visa aumentar a industrialização e produtividade do setor, através da inovação e sustentabilidade em toda a cadeia do segmento de construção, promovendo reflexões, pesquisas, atividades, formação de profissionais e a atração de novos talentos para o mercado da construção civil.

Como viabilizadora do projeto, a ArcelorMittal, maior empresa produtora de aço do Brasil e do mundo, tem previsão de investir na ordem de R$ 3 milhões, em linha com o seu DNA de Transformar o Amanhã. “Nosso propósito nesta parceria estratégica com a USP é Construir o Amanhã junto aos principais players do ecossistema da construção civil. Em um ambiente colaborativo, vamos cocriar soluções inovadoras que gerem maior competitividade para os nossos clientes e valor para a sociedade”, destaca Jefferson De Paula, CEO ArcelorMittal Aços Longos LATAM e responsável pela assinatura do convênio da cátedra.

“As cátedras, além de propiciarem estudos e discussões de temas complexos e multidisciplinares, permitem a apresentação de uma visão externa para a solução desses problemas, com maior integração com a cadeia produtiva do setor. No caso particular, a participação das stakeholders da Construção Civil vai garantir o sucesso desta Cátedra”, ressalta o reitor da USP, Vahan Agopyan.

Uma das primeiras iniciativas do convênio será materializada com a construção do novo prédio do Centro de Inovação em Construção Sustentável (CICS) na Cidade Universitária. Essa iniciativa inovadora prevê montar um espaço para demonstrar, testar e otimizar, em condições reais de uso, a eficácia de diferentes soluções construtivas antes que sejam introduzidas ao mercado.

Com foco na inovação e sustentabilidade, o CICS testará os conceitos do futuro como internet das coisas, zero energy e desmontagem e reúso aplicados em obras de todos os portes.

0
0