Conheça as novas tecnologias que estão chegando à Vale

Um ambiente voltado para experimentar e pesquisar novas tecnologias que possam potencializar os resultados da empresa. Você sabia que isso existe na Vale? E está bem perto de você! O Digital Lab quer disseminar em nossa empresa a cultura da inovação com soluções que tragam resultados exponenciais para o negócio.

“Aplicamos o melhor da engenharia de software, design, tecnologia e muito mais, com objetivo de mudar a forma como a empresa pensa inovação e a aceleração de ideias”, explica o líder do Digital Lab no Rio de Janeiro (RJ), Filipe Baeta. Ricardo Toledo, responsável pelo braço do Digital Lab em Vitória (ES), complementa: “Em nove meses de história, o Lab já tem alguns cases, como uma perfuratriz em Carajás, cujo cabo de comando se enroscava na broca. Após estudos, criamos um protótipo de loRaONE que passa a informação sem fios”.

Na última quinta-feira (4/10), o Digital Lab inaugurou o Tech Talks, realizado no espaço WeWork, no Rio de Janeiro, com transmissão ao vivo para todo o Brasil. O evento acontecerá mensalmente – sempre com um parceiro – para debater inovação e tecnologia. O primeiro convidado foi o Google Cloud, que apresentou soluções como o Firebase, o Analytics e o Kubernete (saiba mais no box abaixo), que estão sendo implementadas na Vale.

“Há dois anos, me perguntaram se seria possível mirar o tablet para o caminhão da Vale e extrair informações dessa forma, como um Pokémon Go. Há seis meses, iniciamos testes e já temos oportunidades de ver isso realmente acontecer, o que traria ganhos de produtividade”, afirma Baeta.

Alguns números do Digital Labs até o momento

Mais de 90 profissionais treinados (em 2018)
1 patente submetida
4 novas plataformas desenvolvidas
4 dispositivo customizados criados
2 Hackatons (maratonas hackers) realizadas
39 sessões de inovação relacionadas à sustentabilidade (Greenhouse)

Vale na Indústria 4.0

A Vale começou a implantar em 2016 um programa de transformação digital para se adequar à Indústria 4.0, o que vai permitir à empresa promover a integração entre as áreas de negócio pelo mundo, reduzir custos, simplificar processos, aumentar a produtividade e a eficiência operacional, e alcançar os melhores índices de saúde e segurança. O programa se baseia em quatro pilares: Analytics, sistemas e cadeias integrados, robotização e equipamentos autônomos. A empresa está utilizando Internet das Coisas, Advanced Analytics, Machine Learning, Inteligência Artificial e aplicativos móveis, entre outras inovações tecnológicas.

0
0