Citi: potenciais interrupções da Vale, em razão do Covid-19, oferecem risco crítico para oferta de minério

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Segundo o Valor Econômico, a possibilidade de mais interrupções de atividades da mineradora Vale por causa da pandemia de covid-19 é um risco crítico para o fornecimento de minério de ferro por via marítima, segundo o Citi.

O banco cortou a estimativa de produção minério de ferro da empresa em 2020, de 327 milhões de toneladas para 315 milhões de toneladas, mas reiterou a recomendação de compra e o preço-alvo de US$ 12 por recibo de ação da Vale. A Vale registrou produção de 60 milhões de toneladas no primeiro trimestre, abaixo da meta de 63 milhões a 68 milhões. O resultado foi afetado por manutenções no sistema de transporte de minério na mina de Carajás, destaca o banco.

Nesse contexto, o Citi acredita que 2020 está se desenhando de forma similar a 2009, quando a Vale sofreu o maior impacto de perdas de produção em um mercado fraco e os concorrentes australianos conseguiram caminho “relativamente” livre.

A íntegra desta matéria está disponível para assinantes do Valor Econômico.

Fonte: Valor Econômico

0
0