Mineração está entre os 10 setores industriais mais confiantes, informa CNI

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Os resultados setoriais do Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) da indústria mostram o crescimento na confiança dos empresários. A confiança aumentou em 25 dos 26 setores da Indústria de transformação pesquisados pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). A exceção é Biocombustíveis. Desses 26 setores, os empresários estão confiantes em nove, sendo que em oito os empresários passaram a ficar confiantes (indicador acima de 50 pontos) em julho; no setor de Farmoquímicos e farmacêuticos, os empresários já estavam confiantes em junho. A atividade industrial de extração de minerais não metálicos está entre os setores confiantes.


O ICEI da Indústria de Construção atingiu 46,3 pontos, após crescer 3,7 pontos em julho. É a terceira alta consecutiva do índice, que acumula alta de 11,5 pontos no período. Todos os três setores da Construção considerados registraram crescimento do indicador, mas seguem abaixo da linha divisória que separa falta de confiança de confiança.

O ICEI da Indústria Extrativa passou de 50,8 pontos em junho para 53,8 pontos em julho, ou seja, mostra aumento da confiança dos empresários desse segmento industrial. Esse é o décimo setor que passou da linha divisória.

O ICEI ouviu 2.305 empresas entre 1º a 13 julho, sendo 899 pequenas empresas, 845 médias e 561 grandes.

Setores confiantes: Extração de minerais não metálicos; Produtos alimentícios; Químicos; Sabões, detergentes, produtos de limpeza, cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal; Produtos farmoquímicos e farmacêuticos; Produtos de borracha; Produtos de material plástico; Produtos de minerais não metálicos; Outros equipamentos de transporte; e Móveis.


Veja os dados completos

Leia também

Mineração responde por 50% do saldo comercial brasileiro no 1º semestre

1
0