Nexa anuncia acordo para comprar a participação acionária de 30% do projeto Aripuanã pela aquisição da mineradora canadense Karmin

Finalizada a transação, a companhia, em conjunto com sua subsidiária Nexa Peru, deterá 100% do projeto Aripuanã, em Mato Grosso

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

A Nexa Resources anunciou na última segunda-feira (26) que chegou a um acordo para adquirir, por meio de sua subsidiária Votorantim Metals Canada, a mineradora canadense Karmin por um valor de US$ 70 milhões.

Atualmente a Karmin, através de sua subsidiária Mineração Rio Aripuanã, é dona de 30% do Projeto Aripuanã —empreendimento polimetálico de exploração e beneficiamento de zinco, chumbo e cobre em Mato Grosso que prevê investimento de R$ 1,5 bilhão. Após o fechamento da transação, a Nexa e a Nexa Peru serão donas de 100% do projeto.

“A aquisição consolida nossa participação societária do Projeto Aripuanã, permitindo flexibilidade nas vendas para incrementar nossas margens. Acreditamos que esse é um negócio estratégico e enriquecedor para a Nexa, enquanto também beneficia a Karmin”, afirma Tito Martins, CEO da Nexa.

O Projeto Aripuanã tem uma vida útil estimada em 13 anos considerando as reservas minerais, com potencial extensão por mais 6 anos. Com base nas perfurações de exploração existentes, há potencial para descoberta de novos depósitos em corpos satélites, que no futuro poderão ser integrados a Aripuanã.

A Nexa acredita que essa aquisição pode permitir sinergias operacionais e tributárias entre suas operações. Mais especificamente, será possível integrar o concentrado de zinco de Aripuanã com as unidades de metalurgia da Nexa no Brasil.

Informações adicionais e maiores detalhes podem ser consultados no site de Relações com Investidores da Nexa: https:// ir.nexaresources.com/.

Sobre a Nexa

A Nexa Resources atua na produção de metais não ferrosos – zinco, cobre e chumbo – há mais de 60 anos. A mineradora negocia ações nas Bolsas de Valores de Nova York e Toronto desde outubro de 2017. A empresa possui cinco minas subterrâneas, duas localizadas no Brasil e três no Peru, e opera três unidades de metalurgia. Para mais informações, acesse www.nexaresources.com.

0
0