Entrevista | Presidente da CPRM – “Nossos dados servem para estimular novos investimentos e mitigar o risco dos investidores”

Esteves Pedro Colnago é engenheiro agrônomo. Confira entrevista concedida ao Portal da Mineração sobre a CPRM e suas perspectivas para setor mineral.


Esteves Colnago, presidente do Serviço Geológico do Brasil (CPRM)

Portal da Mineração: Qual o papel da CPRM dentro do setor mineral nacional?

Esteves Colnago – Colaborar para o desenvolvimento sustentável do setor. Esse é um dos principais compromissos na nossa instituição.  É importante lembrar que, para realizar esse trabalho da melhor maneira possível e entregar à sociedade produtos e serviços de qualidade, passamos por um profundo processo de reestruturação que culminou com a atualização da nossa missão, valores e visão de futuro.

A lógica do nosso negócio é disponibilizar informações relevantes para fundamentar a tomada de decisão, seja governamental ou da iniciativa privada. No caso do setor mineral nossos dados servem para estimular novos investimentos e mitigar o risco dos investidores.

 Portal da Mineração: Quais são os principais projetos da CPRM para este ano?

Esteves Colnago – Estamos finalizando o edital para licitação de quatro projetos que vamos ofertar ao mercado. Esses projetos estão inseridos no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). Entre as oportunidades para os  investidores estão os projetos de fosfato Miriri (PE-PB), Carvão de Candiota (RS), Cobre de Bom Jardim (GO) e Cobre, Chumbo e Zinco de Palmeirópolis (TO).  Durante o Simexmin nós vamos apresentar cada  um desses  projetos  para mostrar o potencial que eles têm aos investidores.  

Nossos pesquisadores também estão avaliando o potencial mineral de algumas regiões no país para minerais estratégicos como lítio, no Vale do Jequitinhonha (MG).  O setor do agronegócio, que responde por uma parcela importante do PIB e gera milhares de empregos, também merece nossa atenção. Para atender a esse setor, que hoje importa boa parte dos seus insumos, a CPRM  avalia  o  potencial para novos depósitos de  fosfato e potássio no Amazonas, Santa Catarina e Mato Grosso.

Nosso trabalho continua  em outras frentes como, por exemplo, nas  Áreas de Relevante Interesse Mineral –  as chamadas ARIMs, –  que correspondem às  principais províncias e distritos minerais  do país, e onde desenvolvemos estudos dos principais controles das mineralizações para indicação de alvos para pesquisa mineral. Também atuamos  nos levantamentos  geológicos sistemáticos em Novas Fronteiras  Minerais,  que inclui cartografia geológica e  mapeamento de detalhe de objetos geológicos potenciais.

Portal da Mineração: Os levantamentos geológicos constituem o elo inicial no encadeamento de etapas de um programa ideal de exploração mineral. Muitas áreas no Brasil ainda não estão mapeadas. Há muita coisa para ser descoberta na área geológica?

Esteves Colnago – Já concluímos cerca de 95% dos levantamentos aerogeofisicos do cristalino com  –  gamaespectrometria e magnetometria  – Estamos disponibilizando esses dados ao setor. Quero destacar também os  Mapas  de integração geológico-geofísicos  em escalas variadas e os mapas de recursos minerais e de prospectividade (1:250.000; 1:100.000). Esse produtos com seus respectivos  relatórios  e notas explicativas servem para estimular a pesquisa e a produção mineral brasileira com foco nos minerais do futuro,  da indústria de fertilizantes  e industriais. Nossa meta é gerar novos produtos em recursos minerais e de natureza multidisciplinar para atrair novos investimentos e a descoberta de novos depósitos minerais.

Portal da Mineração: Qual a importância da atividade minerária para o desenvolvimento socioeconômico do País?

Esteves Colnago –  É uma atividade que tem papel importante   porque além de gerar  divisas ela emprega milhares de trabalhadores. Além disso, a sociedade precisa de bens minerais para seu desenvolvimento e bem estar.

Portal da Mineração: Para o senhor, qual é o panorama do setor mineral para os próximos anos?

Esteves Colnago – Nossa expectativa é que o setor volte a crescer nos próximos anos. Já temos sinais claros dessa tendência de recuperação.

Portal da Mineração: Quais os principais obstáculos da mineração brasileira atual?

Esteves Colnago – Diálogo. O setor precisa aprender a dialogar como os diversos segmentos da sociedade, alguns antagônicos para mostrar sua importância para geração de riqueza e desenvolvimento das regiões que possuem essa atividade.

4
0