Convidados

ALEXANDRE GLITZ

Engenheiro Civil com Pós Graduação em Engenharia de Segurança. Trabalhou na PETROBRAS por mais de 35 anos, 25 dos quais na Refinaria do Paraná como Engenheiro de Segurança, Gerente de Segurança Industrial e Coordenador de Segurança, Meio Ambiente e Saúde (SMS) dos projetos de ampliação das unidades operacionais. Foi Gerente Corporativo de Segurança e Coordenador da implantação das Diretrizes Corporativas de SMS da PETROBRAS. Atualmente é Consultor em Gestão de Riscos e coordena os Encontros CCPS de Troca de Experiências em Segurança de Processo no Rio de Janeiro, em São Paulo e Salvador Também coordena um Grupo de Benchmark SST em Curitiba e Reuniões da Comunidade de Riscos em Dutos em parceria com o IBP, ANP, Petrobras e Transpetro.

 

ANDRÉ PACHECO DE ASSIS

Professor titular da Universidade de Brasília (UnB), atuando nas áreas de túneis, barragens e gestão de riscos geotécnicos, já tendo orientado cerca de 100 dissertações de mestrado e teses de doutorado. Graduou-se pela própria UnB (1980) e obteve seu doutorado pela Universidade de Alberta, Canadá (1990). Foi professor visitante na Universidade de Nevada, EUA e no Instituto Federal Tecnológico de Lausanne, Suíça. Já publicou mais de 300 artigos técnicos e científicos, e de 100 relatórios de consultoria (metrôs: Brasília, Bucareste e São Paulo; trem de alta velocidade TAV Brasil; barragens: Queimado,Serra do Facão, Batalha, Simplício e Ferreira Gomes; gestão de riscos geotécnicos: Metrô SP e Vale). Foi presidente do Comitê Brasileiro de Túneis (CBT), da Associação Internacional de Túneis e do Espaço Subterrâneo (ITA) e da Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica (ABMS). Ministrou cursos de mecânica das rochas, barragens, obras subterrâneas e gestão de riscos de obras geotécnicas em vinte países e em dez diferentes universidades no Brasil. Também atua como consultor de projetos hidrelétricos, de obras subterrâneas e de gestão de riscos no Brasil e no exterior.

 

BARBARA LANHOSO DE MATTOS

Barbara Mattos é Sênior Vice Presidente no grupo de finanças corporativas da Moody’s, em São Paulo, Brasil, e é analista responsável pela análise de crédito e processo de ratings de um portfólio diversificado de empresas na América Latina, incluindo os setores de mineração, papel e celulose e proteína. Antes de juntar-se à Moody’s em 2011, trabalhou na FRAM Capital como analista de équites e no Banco ABN Amro, na área de planejamento estratégico/relações com investidores. Trabalhou também na Wintershall AG e na Cambridge Energy Research Associates em Cambridge, MA, EUA. Cursou graduação e pós-graduação em Administração de Empresas na Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo e MBA na Yale Graduate School of Management em New Haven, CT, EUA. Possui o título de “CFA Charterholder”.

 

CLÁUDIO BRUZZI BOECHAT

Profissional com destacada experiência em Gestão para Sustentabilidade, Governança Social, Desenvolvimento de Liderança para Sustentabilidade, Negócios e Mercados Inclusivos. Atuação em Projetos, Programas e Consultorias na área de Sustentabilidade, no Brasil e exterior. Representante do Brasil em instituições, projetos, congressos e eventos internacionais na área. Conselheiro de fundações e entidades associativas. Experiência docente na Fundação Dom Cabral em disciplinas ligadas à sustentabilidade, gestão responsável para a sustentabilidade, ética e responsabilidade social, dentre outras.

 

EDUARDO JORGE LEDSHAM

Esteve à frente do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), ligado ao Ministério de Minas e Energia, de agosto de 2016 a agosto de 2017. Entre 2012 a 2015 esteve como CEO da B&A Mineração. Foi também Diretor Global de Exploração e Desenvolvimento de Projetos Minerais e Diretor Global de Energia, Fertilizantes, Exploração, Desenvolvimento e Implantação de Projetos na Vale, onde atuou por 26 anos.

 

ENRIQUE MUNARETTI

Professor do Departamento de Engenharia de Minas da UFRGS. Com perfil acadêmico e industrial, dedica-se há mais de 25 anos ao melhor aproveitamento de explosivos para mineração e construção civil. Enrique também é fundador e membro associado da NITRO D. Ltda., empresa de auditoria, consultoria, treinamento e instrumentação inovadora para Desmonte, Perfuração e Mecânica de Rochas. Membro da Diretoria do ISEE- International Society of Explosives Engineers desde 2017, acumula função também no conselho do ISEE Brazil Chapter e é orientador do ISEE UFRGS Chapter.Enrique detém o prêmio J. Keith Brimacomb (2013) e o Presidents Award ISEE (2015). É engenheiro de minas formado pela UFRGS, possui mestrado e doutorado pelo PPG3M – UFRGS.

 

EVELYNE COULOMBE

Bacharelado [Engenharia Civil], Escola Politécnica de Montreal, 1994; Mestrado [Meio Ambiente], Universidade McGill, 1996; MBA [Gestão Estratégica], Universidade de Colúmbia Britânica, 2000) entrou para o Ministério de Relações Exteriores e Comércio Internacional do Canadá em 2002, após ter trabalhado no setor privado no Canadá e no exterior prestando consultoria em estratégia de negócios e como gerente de projetos de engenharia. Durante o tempo em que trabalhou na sede do Ministério, exerceu os seguintes cargos: Oficial de Política na Divisão de Ciência, Tecnologia e Inovação e na Divisão do Sul Asiático; Diretora Adjunta da Divisão do Pacífico e Sudeste Asiático; e Diretora da Divisão de Suporte a Missões, de 2014 a 2016. Assumiu também cargos no exterior, incluindo Hanói, entre 2004 e 2007, onde ela serviu como Primeira Secretária, em política. Outros cargos foram em Phnom Penh, de 2008 a 2009, e na Cidade da Guatemala, de 2010 a 2011, como Encarregada de Negócios. O seu mais recente posto no exterior foi em Santiago, como Conselheira Política, de 2011 a 2014.

 

FERNANDO FACURI SCAFF

Advogado Sócio do Escritório Silveira, Athias, Soriano de Mello, Guimarães, Pinheiro & Scaff Advogados; Professor da Faculdade de Direito, da Universidade de São Paulo – USP; Professor da Faculdade de Direito na Universidade Federal do Pará – UFPA; Autor de livros e artigos sobre Direito Tributário e sobre Mineração.

 

FRANÇOIS DANIELLOU

Graduação em engenharia mecânica. Especializou-se em ergonomia e foi professor titular de ergonomia na Universidade de Bordeaux de 1993 a 2015. Atualmente é diretor científico do Instituto e da Fundação para a Cultura de Segurança, em Toulouse, França.

 

GLÁUCIA CUCHIERATO

Graduada em Geologia pelo Instituto de Geociências da USP (1997), Mestre em Recursos Minerais pelo IGc-USP (2000) e Doutoranda em Engenharia Mineral pelo PMI/EPUSP, com desenvolvimento do projeto “O valor da qualidade da informação no processo de declaração de recursos minerais”. Experiência em empresa pública (pesquisa técnico-científica), privada, entidades setoriais e consultoria. Diretora Executiva da GeoAnsata desde 2010, atua em avaliação de projetos, processos e operações da indústria mineral com ênfase na qualidade da informação para diversos clientes da cadeia da indústria mineral. Desde 2016, ministra treinamentos relacionados ao tema da sua tese de doutoramento (Declaração de Recursos e Reservas Minerais, Certificação Internacional de Recursos e Reservas, Guia CBRR, Qualidade da Informação na Indústria Mineral, Quality Assurance | Quality Control – QAQC) e cursos de curta duração em turmas regulares e In Company (realização de 15 edições, 155 profissionais treinados), aulas e palestras (USP, Unesp, Unicamp), para disciplinas de graduação e pós-graduação.

 

MÁRCIO MASSASHI GOTO

Gerente Regional – América Latina, da Roskill Information Services, baseado em São Paulo; Engenheiro de Minas (USP 1986), com cursos de especialização no exterior (em viabilidade de minas) e MBA (FIA-2004); trabalhou em empresas de mineração e de consultoria, para mineração e para indústria de base mineral (metais, cimento, fertilizantes, etc.) – também atendendo empresas de serviços (financeiros, de comércio, de logística, etc.) e governos; tem se dedicado a temas de mercado e de viabilidade e análises econômico-financeiras.

 

MARCOS ANDRÉ GOMES VEIGA GONÇALVES

26 anos de experiência no setor de mineração, com foco em pesquisa mineral. Trabalhou em empresas juniors e majors americanas, canadenses, sul-africanas e atualmente é diretor da CODELCO do Brasil Mineração há cerca de 10 anos e meio. Graduado em geologia pela UFRJ, Mestrado em Administração e Política de Recursos Minerais pela UNICAMP, MBA em Supply Chain Management pela FGV. Além do exercício profissional na CODELCO, é presidente da CBRR; vice-presidente da ADIMB; diretor da ABPM e presidente da Câmara de Comércio Brasil Chile.

 

PATRÍCIA IGLECIAS

Diretora-Presidente da CETESB Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. Formação acadêmica: possui titulação de Livre-docência, Doutorado e Mestrado pela Universidade de São Paulo – USP. Graduada em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Em seu trajeto profissional, tem atuação como Superintendente de Gestão Ambiental e Professora Associada na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo desde 2009, com larga experiência na carreira acadêmica, em projetos de pesquisa, publicação de artigos em periódicos, livros publicados, participação e moderação de eventos e entrevistas entre outros. Foi Secretária de Estado do Meio Ambiente de São Paulo, no período de 2015 a 2016. Em suas premiações e títulos, recebeu o Destaque Sustentabilidade – WOCA 2018 – em tributo e reconhecimento pela carreira em prol da gestão ambiental e atuação no programa Cidades do Pacto Global da ONU, GCSM – Global Council of Sales Marketing.

 

PAUL N.WORSEY

O professor Paul Worsey aposentou-se recentemente após 38 anos de ensino e pesquisa no Departamento de Engenharia de Mineração do Missouri S & T. Foi Presidente Associado de Engenharia de Explosivos e Diretor de Mina Experimental no departamento. Foi responsável pelo lançamento do programa de Engenharia de Explosivos no Missouri S & T. possui Mestrado e Doutorado em Engenharia de Explosivos e Mestrado em Tecnologia de Explosivos, sendo responsável pela graduação de aproximadamente 100 alunos nos últimos nove anos. Este programa oferece agora mais de 20 cursos relacionados a explosões de rochas, explosivos e pirotecnia, muitos dos quais foram desenvolvidos pelo Professor Worsey. Paul também ministrou mais de 100 cursos rápidos sobre explosivos em várias partes do mundo e é consultor nesta área. Ele é foi ganhador do Prêmio do Presidente; e do Prêmio de Serviço da Indústria da Sociedade Internacional de Engenheiros de Explosivos.

 

PAULO FERNANDO ALMEIDA BRAGA

Engenheiro Químico pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1979), especialização em Processamento de Minerais e Metalurgia pelo Centro de Investigación Minero Metalurgica (CIMM), Santiago, Chile (1997). Mestrado (1999) e Doutorado (2013) em Engenharia Mineral pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo – EPUSP (1999). Engenheiro de processos da Remetálica Consultoria e Processos Ltda; Gerente de projetos e gerente industrial da Cia Brasileira de Lítio, sendo responsável pela implantação e operação da planta química de produção de carbonato e hidróxido de lítio. Atualmente é Tecnologista Sênior do CETEM – Centro de Tecnologia Mineral. Tem experiência na área de engenharia metalúrgica extrativa e mineral, com ênfase em métodos de concentração e enriquecimento de minérios, gerenciamento de projetos multidisciplinares, atuando principalmente nos seguintes temas: processos de obtenção de lítio, operação de usinas de beneficiamento e planta piloto, minerais não metálicos. Coeditor dos livros Tratamento de Minérios: Práticas Laboratoriais (2007) e Tratamento de Minérios 6ª edição (2018). Organizador do I, II e III Seminário sobre Lítio-Brasil.

RICHARD NEIL MCLELLAN

Assumiu a vice-presidência da Mosaic Fertilizantes, uma das maiores produtoras globais de fosfatados e potássio combinados, em fevereiro de 2017. Anteriormente, ele atuou em diversos papeis para a empresa, incluindo o de Vice-Presidente Sênior Comercial, Vice-Presidente para Vendas Norte-Americanas e Gerente de País para a Mosaic Fertilizantes no Brasil. Antes de ser Gerente do País, ocupou cargos de liderança nas áreas de distribuição, importação e produção de fertilizantes no Brasil. Antes da formação da Mosaic, ele atuou em  diversos cargos nas operações no Canadá e nos Estados Unidos da Cargill, Inc., incluindo a distribuição de fertilizantes e grãos no varejo e no atacado. Iniciou sua vida profissional em Ontário, Canadá, na American Cyanamid, em 1978. É formado pela Brock University, St. Catharine’s, em Ontário.

 

ROBERT COOKE

Robert Cooke, diretor da Paterson & Cooke em Denver, Colorado, fundou a Paterson & Cooke com o Dr. Angus Paterson em 1991. Robert possui extensa experiência internacional sobre rejeitos de mineração e aterros, tubulações de polpa de longa distância, içamento hidráulico e aplicações de mineração marítima. Robert escreveu inúmeros artigos técnicos e ministrou palestras em vários cursos apresentados pela P & C e outras instituições. Robert atua nos painéis de revisão técnica de várias operações de rejeitos e revisão especializada de desenvolvimento de tecnologia e orientação para empresas externas.

 

ROBERT PETERMAN

Vice-Presidente de Desenvolvimento de Negócios Globais da Bolsa de Valores de Toronto (TSX), TSX Venture Exchange (TSXV). Responsável por atividades de desenvolvimento de negócios domésticos e internacionais para TSX e TSXV; incluindo o Brasil, o Reino Unido e Israel. Seu grupo abrange novas listagens e atividades de desenvolvimento de investidores para TSX e TSXV. Combinadas, as bolsas abrigam mais de 3.200 emissores públicos. Durante o ano de 2018, mais de 340 empresas ou ETFs abriram capital na TSX ou na TSXV e US $ 40 bilhões foram gerados, tornando-se
assim uma das maiores bolsas do mundo para levantamento de capital acionário. Robert concluiu seu MBA na Richard Ivey School of Business. Antes de trabalhar na TMX, trabalhou em Estratégia Corporativa para uma subsidiária da Brookfield Asset Management. Foi membro do Ivey Entrepreneurship Council. Atualmente, é também conselheiro da SVX (Social Venture Exchange), uma joint venture entre o TMX Group e o MARS; sendo ainda membro do conselho do Canadian Council for the Americas.

 

ROBERTO PEREZ XAVIER

Graduado em Geologia pela Universidade de São Paulo (1981), mestrado em Geociências pela Universidade de São Paulo (1987) e doutorado em Metalogênese pela University of Southampton (1991). Docente do Instituto de Geociências (IG), Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Desde 2010 ocupa o cargo de Professor Titular (MS-6) na Área de Geologia Econômica. Sua área principal de atuação tem sido a Geologia Econômica, com ênfase na definição de processos que controlam a evolução de fluidos hidrotermais na formação de sistemas minerais e suas implicações na prospecção. É coordenador associado do Grupo de Pesquisas em Evolução Crustal e Metalogênese e bolsista de produtividade nível IC do CNPq. Foi professor visitante no Economic Geology Research Unit (EGRU) da James Cook University (Townsville – Austrália) de Julho/2007 a Maio/2008 como parte de seu ano sabático no IG/UNICAMP. No IG/UNICAMP ocupou o cargo de Diretor Associado nos períodos de 1997 – 2000 e de 2001 – 2005 e o de Diretor da Unidade no quadriênio 2013 – 2017. No período de 2016 – 2020 está responsável pela posição de Regional Vice Presidente para a América do Sul da Society of Economic Geologists (SEG), assim como de conselheiro no Education and Training Committee desta instituição. Atualmente também ocupa o cargo de Diretor Executivo da Agência para o Desenvolvimento Tecnológico da Indústria Mineral Brasileira (ADIMB).

 

RORY JOHNSTON

Economista de Commodities, abrangendo os mercados de energia e metais, no Departamento de Economia do Scotiabank. Sua pesquisa, em andamento, inclui o Scotiabank Commodity Price Index (uma avaliação mensal dos desenvolvimentos que afetam os preços das principais commodities de exportações canadenses), contribuições para o Global Outlook do Scotiabank (a principal previsão trimestral do Departamento), bem como Notas de Mercadorias sobre vários tópicos de interesse do Setor de commodities canadense. Anteriormente, trabalhou para o International Economics Group do Scotiabank em questões globais de energia e infraestrutura, escrevendo sobre tópicos que vão desde a aliança petrolífera Petrocaribe até a expansão do Canal do Panamá. É pós-graduado pela Munk School of Global Affairs da Universidade de Toronto e é bacharel em estudos políticos pela Queen’s University.

 

TITO MARTINS

Formado em Economia na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com MBA da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e participação em programas de formação complementar na Kellogg School of Management, da Northwestern University, nos EUA, e no INSEAD, na França. Atuou por mais de 25 anos na Vale, onde ingressou como trainee. Passou por diversas posições, dentre elas CEO da Vale Inco no Canadá, Diretor Executivo de Assuntos Corporativos e Energia, Diretor Presidente da Caemi Metalurgia e Mineração S.A, e Diretor Financeiro. Ingressou no Grupo Votorantim em 2012 e, atualmente, é CEO da Nexa.

 

TOM BUTLER

Tom Butler has been CEO of ICMM since July 2015. Before that, he spent 18 years with the International Finance Corporation (part of the World Bank Group) in the infrastructure and natural resource teams, focused mainly on mining and power projects in Africa. From 2011, Tom was IFC’s Global Head of Mining, where he led a multi-disciplinary team of
specialists responsible for IFC’s financing of mining exploration and development in emerging market countries.

 

VALDIRENE SULLAS TEIXEIRA PERESSINOTTO

Bacharel em Química modalidade tecnológica pela UNICAMP (2003), mestre em Ciência e Tecnologia das Radiações, Minerais e Materiais pelo CDTN (2007). Trabalha desde 2004 com projetos de pesquisa e desenvolvimento tecnológico em ciência dos materiais, principalmente em nano materiais de carbono. Atua em coordenação de projetos de inovação tecnológica desde 2014 e desde janeiro/2016 trabalha na Codemge na coordenação de projetos de Inovação Tecnológica como o projeto MG Grafeno.

 

VÂNIA LÚCIA DE LIMA ANDRADE

Bacharel em Química pela UFMG em 1974, mestre em Metalurgia Extrativa pela UFMG em 1978, MSc em Management of Technology pelo Massachussets Institute of Technology -1996/1997. Trabalhou por mais de 38 anos em uma grande empresa de mineração, em desenvolvimento de projetos de ferro e cobre e gestão da inovação. Recebeu em 1998 o premio Honra ao Mérito Científico pelo CRQ-MG. Entre julho e Dezembro de 2018 ocupou o cargo de Diretora de Tecnologia e Transformação Mineral da Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral, órgão ligado ao MME. Atualmente é consultora e Conselheira da ABM e da ACMinas.

 

WILSON NÉLIO BRUMER

É Gestor da B&P Investimentos e Participações e também Cônsul Honorário do Japão em Belo Horizonte. Atualmente é Presidente do Conselho de Administração da Direcional Engenharia S.A. e da Medabil S.A. e Vice-Presidente da Associação Comercial e Empresarial de Minas. É também cofundador da Ômega Energia Renovável S.A. Entre 2008 e 2012, trabalhou como diretor executivo e presidente da Usiminas Mecânica S.A. e foi membro e presidente do conselho administrativo da empresa. Entre 1997 e 1999 foi presidente da Cia. Siderúrgica de Tubarão. De novembro de 1992 a outubro de 1998, ocupou o cargo de diretor executivo da Acesita. Entre 1990 e 1992 foi presidente e diretor executivo da Companhia Vale do Rio Doce, onde trabalhou por 17 anos. Além disso, foi secretário de desenvolvimento econômico do estado de Minas Gerais entre 2003 e 2007.