Fornecedores e consumidores reúnem-se no Canadá em fórum da ISO sobre níquel e ligas de níquel

Representantes das empresas fornecedoras e consumidoras mundiais de níquel e ligas de níquel reuniram-se em Sudbury, Canadá, em setembro deste ano, para discutir o desenvolvimento e revisão das normas técnicas na 12ª reunião do ISO/TC 155 – Níquel e ligas de níquel.

Essas reuniões ocorrem a cada dois anos e têm o objetivo de consolidar os entendimentos sobre os projetos desenvolvidos ao longo dos últimos 24 meses, afinando os conceitos técnicos envolvidos em cada tema. Além disso, o encontro aprova os resultados obtidos por interlaboratoriais e os detalhes de cada método de análise ou de amostragem.

No encontro foram apresentados os principais resultados alcançados pela delegação brasileira. São eles: conclusão do projeto de revisão da norma ISO 6501 – Ferronickel – Specifications and delivery requirements, sob coordenação (convenership) do Brasil; aprovação dos resultados realizados no Brasil para o projeto de elaboração da norma internacional para análise de Ferroníquel por Fluorescência de Raios-X (Ferronickel analysis by XRF Fluorescence); fabricação de Materiais de Referência Certificados para Ferroníquel; e indicação do Consultor Arnaldo Borges, na elaboração de um Relatório Técnico do Comitê (ISO/TCR), com a especialista francesa Maria Pelé, para definição de conceitos e parâmetros técnicos, para que uma norma seja considerada norma de referência para arbitragem, no caso de divergências em resultados analíticos de um lote comercial.

Segundo Rejane Carvalho, coordenadora do Comitê para a Normalização Internacional em Mineração do IBRAM (CONIM), a reunião foi muito produtiva, demonstrando avanços importantes em todos os projetos em andamento. “A participação da delegação brasileira foi marcante e decisiva na maioria dos projetos, consolidando uma posição de liderança tanto do ponto de vista técnico quanto político”, analisa. Ela foi foi indicada como elo entre o ISO/TC 155 (Nickel and nickel alloys) e o ISO/TC 183 (Copper, lead, zinc and nickel ores and concentrates).

A próxima reunião internacional do ISO/TC 155 será em 2021, na Nova Caledônia.

Para mais informações sobre o CONIM, faça contato com a coordenadora Rejane Carvalho pelo e-mail conim@ibram.org.br ou pelo telefone 31 3223-6751.

IBRAM-CONIM

O IBRAM desenvolve desde 1994 um amplo programa de apoio à participação das empresas brasileiras produtoras de minério de ferro, minérios e concentrados de cobre e níquel e produtos primários de níquel nos trabalhos de desenvolvimento de normas técnicas ISO e ABNT. Este programa é coordenado pelo IBRAM-CONIM – Comitê para a Normalização Internacional em Mineração, sediado no IBRAM-MG.

Estas normas são de suma importância para os fornecedores e consumidores desses produtos, uma vez que são usadas para quantificar suas características de qualidade, sobre as quais se faz o cálculo de faturamento, prêmios e multas de cada carregamento na interface comercial.

Pela forte atuação brasileira nos Comitês da ISO, o Brasil já sediou reuniões internacionais dos Comitês de Minérios de Ferro (TC 102), minérios e concentrados de cobre, chumbo, zinco e níquel (TC 183) e níquel e ligas de níquel (TC 155).

Delegação brasileira durante a 12ª reunião do ISO/TC155 composta por Bráulio Pessoa (ITAK), Rejane Carvalho (coordenadora do IBRAM-CONIM), Arnaldo Borges (IBRAM-CONIM), Mônica César (Vale) e Luzia Chaves (VALE).

Estamos com instabilidade técnica na home do portal da mineração. Em breve voltaremos ao normal. 

0
0