IBRAM debate desafios da mineração no Simpósio A3EM 2019 em Ouro Preto

Os desafios envolvendo a mineração e metalurgia, atividades de relevância econômica no Brasil, foram debatidos nesta sexta-feira (11/10), em Ouro Preto (MG), durante o “Simpósio A3EM 2019”.

O diretor-presidente do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), Flávio Penido, apresentou a palestra Desafios tecnológicos do setor mínero-metalúrgico para a década 2020-2030. “A essência da mineração é aprimorar a qualidade da vida, por meio da oferta dos recursos minerais, que são transformados em elementos essenciais para a evolução humana”, explica Flávio.

Para ele, a mineração pode e deve ser um vetor de desenvolvimento, indutora de transformação, sempre com o pensamento de gerar cada vez menos impactos ao meio ambiente. “Temos um rico solo e isso nos torna um importante player mundial em mineração. Com inovação e responsabilidade podemos promover um futuro mais sustentável para o setor”, analisa ele.

O evento, organizado pela Associação dos Antigos Alunos da Escola de Minas de Ouro Preto (A3EM), ocorreu durante toda esta semana (7 a 11/10) e foi direcionado para alunos (graduação e pós graduação), professores e pesquisadores da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e da Fundação Gorceix e profissionais de engenharia cadastrados no banco de dados da A3EM.

O simpósio também debateu temas como sensoriamento remoto, matemática financeira para engenheiros, laminação de planos, metais refratários, sustentabilidade da indústria mineral, processamento de materiais e manufatura assistida por laser, separação isotópica de elementos terras-raras por laser, processos de separação mineral por métodos eletromagnéticos, colorimétricos, por laser e raios X, dentre outros.

 

Estamos com instabilidade técnica na home do portal da mineração. Em breve voltaremos ao normal. 

0
0