IBRAM e MAC assinaram acordo durante EXPOSIBRAM para implementação de um padrão de sustentabilidade desenvolvido pela instituição canadense

Flávio Pendio, diretor-presidente do IBRAM assina acordo Foto: Glenio Campregher

A cerimônia de abertura da Expo & Congresso Brasileiro de Mineração (EXPOSIBRAM), em 9 de setembro, em Belo Horizonte (MG), foi marcada pela assinatura de um acordo de cooperação entre o Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM – www.portaldamineracao.com.br/ibram) e a Associação de Mineração do Canadá (MAC – https://mining.ca/) para implementar no Brasil o padrão de sustentabilidade desenvolvido pela instituição canadense, o TSM – Rumo a Mineração Sustentável.

“Este é um grande passo para um futuro mais sustentável no setor mineral, elevando os patamares desta atividade de alto desempenho para ser ainda mais inclusiva, transparente, segura operacionalmente e protagonista em responsabilidade socioambiental.  O programa TSM a ser adotado será útil para mensurar, verificar e reportar o desempenho operacional das mineradoras associadas, no intuito de qualificar o setor mineral e garantir o melhor desempenho de suas operações”, afirma o diretor-Presidente do IBRAM, Flávio Penido.

No quarto dia da EXPOSIBRAM, no dia 12 de setembro, às 14h, um representante da MAC fará uma apresentação técnica sobre a iniciativa TSM. A entrada é gratuita, mediante credenciamento. Os interessados devem fazê-lo pelo site  www.bit.ly/tsm_mac

O IBRAM, com o apoio da MAC, ajustará as áreas de desempenho da TSM para refletir os aspectos específicos do setor de mineração doméstico e se comprometeu a implementar o programa nos próximos cinco anos.

“É uma honra para nós que o Brasil tenha escolhido a TSM como o veículo que guiará o desempenho ambiental e social de seu setor minerador, e ficamos orgulhosos pelo alcance global crescente da TSM. Os adeptos da TSM agora incluem associações mineradoras em sete países em cinco continentes”, disse Pierre Gratton, Presidente e CEO da MAC.

O IBRAM junta-se a seis outras associações de mineração em todo o mundo e é a segunda associação na América Latina a adotar a iniciativa TSM, com padrão internacionalmente reconhecido de mineração responsável.  A MAC compartilha a iniciativa TSM gratuitamente com outros países, em busca de melhoria para o desempenho ambiental e social da mineração, incluindo a gestão de rejeitos, o envolvimento com a sociedade civil e o aperfeiçoamento da transparência e da responsabilidade.

Sobre o TSM

Towards Sustainable Mining (TSM) é o compromisso da Associação de Mineração do Canadá (MAC) com a mineração responsável. É um conjunto de ferramentas e indicadores para impulsionar o desempenho e garantir que os principais riscos de mineração sejam gerenciados de maneira responsável nas instalações de nossos membros.

A MAC compartilha livremente a TSM com outros países, buscando ferramentas para melhorar o desempenho ambiental e social de suas indústrias de mineração, incluindo o envolvimento com a sociedade civil e maior transparência e responsabilidade.

Sobre a EXPOSIBRAM

Considerado um dos mais importantes eventos de mineração da América Latina, a EXPOSIBRAM reunirá em 2019 milhares de empresários, representantes de organizações governamentais e privadas, pesquisadores, profissionais de diversas áreas etc. Ela será realizada de 9 a 12 de setembro, em Belo Horizonte (MG), pelo IBRAM.

A exposição contará com mais de 13 mil m² de estandes, nos quais estarão representadas as principais mineradoras com atuação global e grandes fornecedores de produtos e serviços. No espaço, serão apresentadas as principais tendências em tecnologia, equipamentos, softwares e outros produtos ligados à indústria mineral, além de dados sobre investimentos e gestão.

Realizado em paralelo à exposição, o Congresso Brasileiro de Mineração atrai a cada edição mais de mil participantes entre especialistas, pesquisadores, estudantes e representantes de empresas. A programação contará com palestras e debates sobre o contexto político e socioeconômico global, bem como as perspectivas dos negócios para as próximas décadas anunciadas pelas mineradoras.

0
0