Treinamento reforça respeito aos Direitos Humanos na indústria mineral

De acordo com os tratados internacionais dos quais o Brasil é signatário, é dever do Estado bem como das empresas domiciliadas em seu território, respeitar os Direitos Humanos e adotar políticas de responsabilidade social, corporativa e de sustentabilidade. Os princípios orientadores da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o tema foram abordados durante o  “Treinamento de Due Diligence em Direitos Humanos” na sede do CREA/BH, em Belo Horizonte (MG). O evento, promovido pelo Grupo Temático de Direitos Humanos e Trabalho da Rede Brasil do Pacto Global na última semana,  contou com a participação de representantes do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), além de membros de mineradoras e instituições ligadas ao setor.

O treinamento enfatizou o dever das empresas em assegurar que direitos humanos sejam respeitados e não violados em decorrência de suas atividades, seja de forma direta ou indireta.  “Os direitos humanos fazem parte de uma agenda cada vez mais importante para as empresas brasileiras. Em função disso, nós do IBRAM, representante das principais mineradoras do País, estivemos presentes para aprender um pouco mais sobre a temática, tão importante em toda a cadeia industrial”, afirma Paulo Henrique Soares, diretor de Comunicação do IBRAM.

Segundo ele, o objetivo é, para o próximo ano, trazer essa parceria para o IBRAM em Brasília e trabalhar ações propositivas voltadas para o âmbito da mineração, considerando todas as questões sensíveis que foram colocadas à tona nas audiências públicas das Medidas Provisórias (MP) que alteram regras para o setor mineral.  “Desta forma, haverá uma melhoria da imagem da mineração e renovação da identidade da atividade junto aos estados, municípios e sociedade. Essas mudanças serão resultado de benfeitorias, minimização dos danos causados pela instalação das mineradoras, bem como provável redução da judicialização”, analisa Paulo.

Além do Diretor de Comunicação do IBRAM, também estiveram presentes ao treinamento a gerente de Assuntos Ambientais do IBRAM, Cláudia Salles, e a assessora técnica do IBRAM, Elena Renovato.

Sobre o Pacto Global

O papel do Pacto Global é encorajar as empresas a adotarem essas boas práticas, difundi-las em seu meio corporativo gerando resultados  positivos  nas áreas de sustentabilidade e responsabilidade social para as comunidades às quais as empresas estejam  inseridas. O Pacto vem realizando esse treinamento desde outubro de 2016, inicialmente oferecido somente aos seus signatários e, agora, com oportunidade a não membros.

0
0