Investimentos do setor mineral são debatidos no 3º Seminário de Mineração da Bahia

Investimentos do setor mineral são debatidos no 3º Seminário de Mineração da Bahia
Flávio Penido, diretor-presidente do IBRAM – Crédito: divulgação

As perspectivas de investimentos para os próximos cinco anos foram exibidas pelo diretor-presidente do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), Flávio Penido, nesta segunda-feira (16/11) durante o 3º Seminário de Mineração da Bahia. O evento é organizado pela Yamana Gold e ocorre até amanhã em ambiente virtual.

“São 73 projetos anunciados pelas empresas no Brasil, o que representa uma previsão de investimentos acima de US$ 37 bilhões entre 2020 e 2024. Esses projetos devem gerar mais de 66 mil empregos diretos e indiretos”, afirmou Flávio Penido.

O diretor-presidente do IBRAM fez um panorama da distribuição de investimentos nos estados brasileiros: “na Bahia, a previsão é que sejam investidos cerca de US$ 12,8 bilhões com projetos de cobre, zinco, bauxita, minério de ferro, níquel, entre outros minérios. Em Minas Gerais, o valor é de US$ 10 bilhões. Já no Pará, os investimentos chegam a US$ 7,96 bilhões. Ainda temos projetos em Goiás, Mato Grosso e Piauí com importantes investimentos”.

A reputação da mineração também esteve em pauta durante o seminário. Flávio Penido explicou que é necessário buscar um novo patamar de relacionamento entre o setor e a comunidade para ampliar o conhecimento das pessoas sobre essa importante atividade.

“Para as pessoas terem a correta visão da mineração, é necessário que estejamos mais próximos das comunidades. Também precisamos buscar cada vez mais uma indústria que garanta a segurança operacional e sustentabilidade em suas operações. A mineração defendida pelo IBRAM é aquela alinhada à sustentabilidade; indutora das boas práticas de ESG (meio ambiente, responsabilidade social e governança) em tudo o que faz. Ética e transparente em seus relacionamentos com as pessoas. Inclusiva. Influente e parceira nas iniciativas promotoras do desenvolvimento socioeconômico e de qualidade à vida das pessoas em geral”, afirmou.

Durante o seminário, Flávio aproveitou a oportunidade para convidar a todos para participarem da EXPOSIBRAM 2020, que ocorre na próxima semana (de 24 a 26/211) no formato 100% online, com inscrições gratuitas. “Vamos debater com diversos players do setor mineral o futuro da mineração e a mineração do futuro. Durante o nosso Congresso também teremos a oportunidade de apresentar as metas da Carta Compromisso do IBRAM, que, recentemente, foram revisadas por técnicos e gestores de várias mineradoras e do Instituto”, finalizou.

 

 

 

 

0
0