Adriana Celestino – A líder de uma fábrica de cimento

Gerente de fábrica da Votorantim Cimentos Corumbá (MS), Adriana Celestino construiu sua trajetória apoiada por modelo global da empresa, que possui entre seus pilares estratégicos o cultivo de talentos, com valorização da diversidade
líder
líder

Objetividade e foco. Atributos que Adriana Celestino de Souza Camargo mantém desde os tempos universitários. Formada em Química na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pós-graduada em Qualidade Industrial pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG), Adriana ingressou no mercado de trabalho como analista de Laboratório em uma indústria, mas desde os primeiros dias de experiência estava determinada a alcançar um posto de liderança.

Em janeiro de 2019, Adriana Celestino, de 45 anos, se tornou a primeira empregada a assumir a liderança de uma fábrica da Votorantim Cimentos no país. Ela é a nova gerente da unidade de Corumbá (MS), uma das mais tradicionais da empresa no Centro-Oeste, que opera desde a década de 1950 e emprega 230 empregados diretos e indiretos.

Para chegar ao mais alto cargo na fábrica, Adriana Celestino percorreu um longo caminho. E no setor industrial, ainda dominado pelo sexo masculino, conseguir uma promoção exigiu de Adriana não só objetividade e foco, como também dedicação e coragem para mudar de ares e arriscar-se em novas empreitadas para atingir sua meta.

“Quando comecei minha carreira, evoluí de analista de laboratório para chefe de Produção, mas percebi que este era o posto máximo que alcançaria. Decidi então procurar novas oportunidades e soube de uma seleção para uma vaga de coordenadora de Produção em outra indústria. Quando soube na entrevista que era a Votorantim Cimentos, topei o desafio de recomeçar porque senti que teria mais possibilidades de crescimento”, disse Adriana, que ingressou na empresa em 2008.

Adriana começou a trabalhar na Votorantim Cimentos como coordenadora de Produção, cargo que exerceu até 2012, em São Paulo (SP). Depois, mudou-se para o Distrito Federal, onde trabalhou na unidade de Sobradinho (DF) como coordenadora de Produção de Argamassas e Cimentos e coordenadora nas áreas de Produção e Meio Ambiente. Em seguida, assumiu a operação, no município de Cajamar (SP), como gerente de fábrica de argamassas e, por último, a posição de gerente do Complexo Metropolitano, que agrupa, além da unidade de Cajamar, a

unidade de Barueri (SP). No final de 2018, foi convidada para ocupar a vaga de gerente da fábrica de cimentos em Corumbá (MS).

Valorização da diversidade – Quando relembra a trajetória que percorreu até chegar à gerência em Corumbá, Adriana comenta com entusiasmo os projetos que realizou e que projetaram sua imagem positivamente dentro da empresa. Ela foi responsável por alavancar a capacidade produtiva da planta de argamassas de Sobradinho e de Cajamar, além de estar à frente da implementação do Complexo Metropolitano de Argamassas, entre outras iniciativas.

Para Adriana, tão fundamental quanto ter o desenvolvimento de carreira como uma das prioridades de vida é trabalhar em um ambiente que apoia e incentiva o crescimento do profissional, independente de sua cor, raça ou sexo. “Desde o dia que entrei na companhia, sempre estive envolvida em atividades de destaque e com interface com várias áreas. Também obtive conhecimentos de áreas que até então não tinha experiência, como estratégia comercial e marketing, o que acredito que não conseguiria com tanta facilidade em outra empresa”, afirma.

A gerente da fábrica de Corumbá também ressalta que o bom clima organizacional faz a diferença para o desenvolvimento profissional. “Até agora estou em êxtase por ter assumido a gerência da Votorantim Cimentos de Corumbá. Fui muito bem recebida pela equipe e o que quero agora é construir um legado sólido. Os empregados têm uma relação de longo prazo com a fábrica e o meu maior desafio é melhorar cada vez mais o desempenho da unidade, posicionando-a entre as mais produtivas da companhia”, acrescentou Adriana.

3
0