Mineração busca agenda para equidade entre os gêneros no setor

As mulheres estão conquistando cada vez mais espaço em setores tradicionalmente masculinos. Entre eles está a mineração. O sexo feminino tem conseguido ocupar vagas em diferentes níveis de operação nas mineradoras, mas ainda há oportunidade para crescer esta participação. A busca por  equidade entre os gêneros foi tema de uma oficina de trabalho promovida em parceria entre o Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM),  o Mining Hub, com participação de empresas do setor, na última terça-feira (23).

O evento teve uma metodologia colaborativa para discussão de a estratégia e plano de ação para uma agenda de mulheres na mineração, com foco na criação do capítulo Women in Mining Brasil. “A presença feminina vem se fortalecendo na mineração a cada dia. Para que esse número alavanque ainda mais, é necessário que as empresas busquem dar publicidade ao tema, criem oportunidades de discussão  e abram mais espaço para as mulheres. Por isso, nosso objetivo é elaborar um guia de boas práticas que fomente tanto a inclusão de mulheres no ambiente corporativo, quanto um maior engajamento na formação de mulheres na academia e também o empoderamento delas nas comunidades dos territórios minerais”, afirma a gerente de Assuntos Ambientais do IBRAM, Cláudia Salles.

Segundo Salles, já existem guias e diretrizes  sobre o tema em vários Países. “Vamos adaptar esses materiais já existentes e construir um guia Brasil. Nossa ideia é fazer o lançamento do documento ainda este ano, na EXPOSIBRAM, evento promovido pelo IBRAM que ocorrerá entre os dias 9 e 12 de setembro”.

Os próximos encontros para debater essa agenda estão marcados para junho em Brasília e Belo Horizonte.

A reunião também contou com a participação da gerente de Pesquisa e Desenvolvimento do IBRAM, Cinthia Rodrigues, e da assessora técnica do IBRAM, Elena Renovato.

Sobre o Mining Hub

Iniciativa apoiada pelo Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), o Mining Hub reúne mineradoras, fornecedores, empreendedores, startups, pesquisadores, entre outros. Montado no WeWork da capital mineira, ele é aberto à participação de fornecedores e empreendimentos de inovação aplicada (startups, projetos acadêmicos e empresas de base tecnológica), que tiverem projetos voltados para a atividade.

O Hub da Mineração busca conectar os envolvidos para, inicialmente, estimular o desenvolvimento conjunto de soluções aos desafios das áreas de: eficiência operacional, fontes de energia renovável, gestão de água, gestão de resíduos e rejeitos, bem como saúde e segurança ocupacional (SSO).

Mineração busca agenda para equidade entre os gêneros no setor
Mineração busca agenda para equidade entre os gêneros no setor – crédito: divulgação
1
0