Mineração enfrenta Covid-19 e contribui com governos, sociedade e comunidades para minimizar impactos da pandemia

Neste momento difícil que afeta a todos, gerado pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM) informa que as mineradoras estão agindo tanto interna quanto externamente para prestar sua contribuição à sociedade na luta contra a expansão do Covid-19.

Nas unidades, o setor adotou novos procedimentos para proteger ao máximo a saúde e a segurança dos empregados, terceirizados e prestadores de serviços, com afastamento temporário dos ambientes físicos das empresas. As empresas também colaboram com as comunidades próximas e também no plano nacional com a compra e doações de EPIs, de respiradores, de outros equipamentos médicos, de testes para ajudar hospitais e postos de saúde a se prepararem para agir contra a pandemia, com foco em diminuir o impacto do Covid-19 na sociedade brasileira. Um dos grandes desafios a serem superados pela indústria da mineração, segundo o IBRAM, é, em razão de sua essencialidade no fornecimento de insumos para outras indústrias, manter as operações de forma responsável e segura, para evitar o desabastecimento de matérias-primas e, ao mesmo tempo, agir para proteger da pandemia as pessoas com as quais se relaciona.

Segundo o IBRAM, o setor mineral está sendo afetado, como todos os demais, pelos efeitos da pandemia do novo coronavírus: preços das commodities; níveis de produção mineral; investimentos, entre outros fatores. O Instituto divulgou neste dia 15/4 um levantamento de dados sobre os resultados do setor no 1º trimestre de 2020.

Mineração: setor produz e exporta menos minérios no 1º trimestre do que há 1 ano

No 1º trimestre a indústria da mineração produziu cerca de 17% menos toneladas de minérios do que em igual período de 2019, tendo registrado faturamento de R$ 36 bilhões (excluindo-se petróleo e gás), com destaque para minério de ferro e ouro, com participações de 63% e 11%, respectivamente. Essa redução teve como contribuição, principalmente, as fortes chuvas que atingiram o país no início deste ano, as diminuições das taxas de crescimentos mundiais e as incertezas nos mercados financeiros.

Exportações – Os dados divulgados nesta 4ª feira mostram que o setor exportou 17% menos nos três primeiros meses de 2020 (147 milhões de toneladas), na comparação com o mesmo período em 2019 (179 milhões de toneladas). Nas exportações, a variação cambial e o preço internacional dos minérios ajudaram no valor das exportações, que alcançaram US$ 7 bilhões. Este desempenho no comércio externo fez com que o saldo do setor mineral, de US$ 5,7 bilhões, superasse o saldo Brasil (US$ 5,6 bilhões).

Tributos – De janeiro a março de 2020 a indústria minerária recolheu cerca de R$ 12 bilhões em impostos, encargos e taxas ao setor público. Desse total, mais de R$ 1 bilhão referem-se ao royalty do setor, a CFEM – Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais. No 1º trimestre de 2020 a indústria da mineração registrava 1,9 milhão de postos de trabalho, diretos e indiretos.

Wilson Brumer, presidente do Conselho Diretor do IBRAM, comenta que “temos à frente mais três trimestres preocupantes e esperamos que as projeções de melhoria se confirmem no final do ano e prossigam por 2021. O setor mineral, assim como outros segmentos, está junto à sociedade para promover a recuperação econômica, ao mesmo tempo em que lutamos contra a propagação da pandemia global”.

Para Flávio Penido, diretor-presidente do IBRAM, “os dados comprovam como o setor mineral tem seu desempenho geral muito associado a fatores internos e externos, mostrando, em vários momentos, a dificuldade em mensurar os impactos imediatos no setor. Não é o empresário minerador ou os acionistas que exercem um controle absoluto sobre o comportamento da produção global, do preço dos minérios, do consumo, entre outros fatores. Talvez por isso, a mineração esteja entre os segmentos mais angustiados com o cenário proporcionado pela pandemia e agindo a fundo para revertê-lo o mais breve possível”.

Os dois dirigentes afirmam que a mineração brasileira tem conseguido importantes orientações, em especial nesta fase de pandemia, por parte do Ministério de Minas e Energia, por meio da Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral.

Acesse o levantamento de dados do setor mineral referente ao 1º trimestre.

#MineraçãodoBrasil

 

0
0