Prêmio Vale-Capes investe em tecnologia e inovação

Para a Vale, inovar é pensar, agir e fazer diferente. Por isso, investir em pesquisas científicas sobre temas sustentáveis é contribuir para o futuro. Nessa linha, ontem (13/12), a Vale e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação, encerraram mais uma edição do Prêmio Vale-Capes, em cerimônia de premiação realizada em São Paulo.

Lançado em 2012, o prêmio chegou a sua quinta edição com uma nova abordagem e nome: Prêmio Vale-Capes Tecnologia e Inovação. Diretor-executivo do Instituto Tecnológico Vale, Sandoval Carneiro explica que o objetivo é chamar a atenção para a importância da inovação para o Brasil. “A inovação no nosso país está bem posicionada em termos de artigos científicos publicados, mas ainda muito defasada nos indicadores de inovação”, conta.

Outras novidades são as duas categorias de premiação, Pesquisador Emérito e Jovem Pesquisador – ao invés dos quatro temas, com oito ganhadores, como nos anos anteriores –; e o critério para escolha dos ganhadores. Não foram avaliadas teses e dissertações, mas o conjunto da obra publicada, como artigos científicos; livros ou capítulos em livros; orientações em cursos de pós-graduação; participação em academias nacionais e internacionais; prêmios; e registros de patentes.

Ganhadores:

Este ano a organização do prêmio escolheu o tema Ecologia e Conservação da Natureza, incluindo tecnologias socioambientais.

No caso da categoria Pesquisador Emérito, foi escolhido o professor Jorge Rubio Rojas, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), pela sua contribuição, por mais de 10 anos, com pesquisas na área de Ecologia e Conservação da Natureza. Já para o Jovem Pesquisador, o prêmio foi concedido a Lucas William Mendes, da Universidade de São Paulo (USP), que contribuiu para um produto ou processo inovador, também na mesma área de pesquisa. Os critérios de escolha do Vale-Capes são originalidade do trabalho e sua relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e da inovação.

Segundo Sandoval, além de ser um incentivo para jovens pesquisadores, o Vale-Capes pode trazer informações úteis que “não estavam no radar” da empresa. “O novo formato permitiu a concessão de uma premiação elevada, propiciando maior destaque para os dois prêmios, demonstrando ainda que a empresa valoriza a pesquisa e, sobretudo, a inovação”, conclui.​

0
0