Projeto CESSMA transmite valores sobre prevenção de acidentes aos alunos do ensino fundamental I E II

Esta iniciativa pretende atacar a gênese do problema cultural da prevenção de acidentes no Brasil.

Os números alarmantes de acidentes com as crianças e adultos no país abre espaço para iniciativas inovadoras e inspiradoras que desenvolvam nas crianças e nas próximas gerações a cultura salutar voltada à Saúde, Segurança e Meio Ambiente.

Tendo isso em vista, a Vale implementou em parceria com o Colégio Equipe, de Canaã dos Carajás (Pará), um projeto que visa inserir na grade curricular do Ensino Fundamental I e II as disciplinas da “ CESSMA– Cidadania, Ética, Saúde, Segurança e Meio Ambiente”. O objetivo é transmitir conhecimentos relacionados à cultura de prevenção de acidentes e valor à vida em todo o processo de formação dos alunos. A escola Equipe é a primeira instituição de educação a receber o projeto, que está devidamente aprovado pelo Conselho de Educação do estado. Ele será desenvolvido durante todo o ano letivo de 2019, nas turmas do 1º ao 9º ano.

O projeto CESMMA pretende criar e fomentar nas crianças, desde o Ensino Fundamental, o devido cuidado e atenção para assuntos como ética, cidadania e segurança, que devem ser levados e tratados na sala de aula, no ambiente familiar e, futuramente, no mercado de trabalho.

“É importante ressaltar que esta atitude é uma estratégia angular, na qual, parte-se do aprendizado das crianças para se atingir os adultos e a interação da disciplina junto à família é um facilitador nas capacitações ocupacionais, de forma que todos conhecerão o assunto, engrandecendo a discussão”, afirma a engenheira de Segurança do Trabalho e coordenadora do Programa MINERAÇÃO do Instituto Brasileiro de Mineração, Cláudia Pellegrinelli.

“Neste primeiro trimestre de 2019, o projeto vem ganhando forma e estrutura de excelência em educação infantil para a elevação da cultura de prevenção de acidentes. O retorno dos pais e alunos é muito positivo, pois é uma disciplina desenhada de forma que conectamos o conteúdo com a idade e a maturidade dos alunos. Abrimos um canal direto de comunicação sobre a temática com as crianças e elas acabam levando as informações para casa, provocando reflexões em todos os familiares. Isso também estimula o conhecimento e a aprendizagem e, consequentemente, leva as crianças a cobrarem dos seus pais posturas e comportamentos mais seguros, confrontando hábitos e paradigmas sobre essa questão” analisa Eliomar Carvalho, analista de segurança do Trabalho da Vale.

O projeto adota estratégias de desenvolvimento e a inclusão de um currículo de abordagem para a construção de valores comportamentais na grade curricular das crianças, por meio de um material didático de alta qualidade, muito ilustrativo, que foi desenvolvido pelo Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) da Vale e equipe pedagógica do colégio para ser trabalhado em sala de aula.

Ao longo do tempo, os conteúdos transmitidos vão se adaptando à evolução dos alunos (idade e formação escolar), de modo que eles estarão inseridos em um processo crescente de conhecimento, ao começar estudando sobre segurança por meio de alguns tipos de brincadeiras, até chegar ao fim da matéria tendo noção básica sobre CIPAE (Comissão Infantil de Prevenção de Acidentes Escolar) e questões que envolvem ética e moral. O projeto ainda realizou o treinamento de uma equipe de professores em princípios de Saúde e Segurança e operou modificações no ambiente escolar com instalação de dispositivos de segurança e melhoria na sinalização e educação visual da escola, para geração de um padrão de Escola Segura.

Com aplicação apenas na escola particular Equipe de Canaã dos Carajás, a ideia é que o CESSMA seja implantado em outras redes escolares, principalmente, nas escolas públicas do município e em outras regiões do Brasil. “Esse projeto tem um forte vestígio para a construção de bons valores; as futuras gerações desfrutarão de um ambiente saudável, seguro, ético e sustentável”, afirma Thais LaGuardia, gerente de Saúde e Segurança da Vale.

2
0