Robson José de Moraes Santos: o sonho que se tornou realidade!

Meu nome é Robson José de Moraes Santos. Nasci na cidade de Belém, em 1972. Estudei todo o meu Ensino Fundamental em escola militar por influência da minha família. Por muito tempo pensei que esse era o meu caminho. Porém, aos 14 anos, tentei fazer EPCAR (Escola Preparatória de Cadetes do Ar) e não passei; então fui cursar o Ensino Médio na antiga Escola Técnica Federal do Pará.

Quando entrei lá em 1987, o sonho de todos era poder um dia trabalhar na Vale. Em 1989, comecei a estagiar na empresa Motobel, onde conheci Soraia, que viria ser a minha esposa. Com a formação da minha esposa em Técnica Metalúrgica, nos deslocamos para Marabá, no sudeste do Pará, pois em Belém não havia campo de trabalho nessa área. Começamos a trabalhar em empresas que eram clientes da Vale e já podíamos respirar um pouco do ambiente que tanto almejávamos.

Em 2007, o primeiro sonho se realizou: entrei na Ferro Gusa Carajás, que depois foi incorporada pela Vale. Nossa! Ao vestir aquela tão famosa farda (uniforme) com a logomarca CVRD, confesso que vieram lágrimas aos olhos. Depois de tanto tempo, eu havia conseguido! Em 2010, minha esposa também entrou na Vale, mais precisamente no laboratório físico-químico, na Usina L4, em Carajás. Ela passou três anos na empresa e eu, esse ano, faço dez anos de Vale.

1
0