CBMM participa de projeto de semirreboque graneleiro produzido com aço de alta resistência

A Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) foi uma das partes envolvidas no desenvolvimento da tecnologia que permitiu à companhia Librelato produzir e lançar um semirreboque graneleiro de três eixos e 12,5 metros de comprimento, fabricado com aços de alta resistência, fornecidos pela empresa SSAB.

O projeto conta com a tecnologia PRÓ-NIO, que utiliza o nióbio na composição do aço, o que torna a liga mais resistente em relação aos aços estruturais convencionais.

“A grande inovação foi trabalhar com aços de alta resistência onde nunca foram utilizados antes. O graneleiro é hoje um dos produtos mais vendidos do Brasil, mas nesse equipamento, sempre só se utilizou aço convencional”, diz Danilo Souza, gerente regional de vendas da SSAB. Além disso, ele destaca que a grande conquista do projeto foi ter um equipamento até 780 quilos mais leve do que o convencional, uma redução bem expressiva que caracteriza maior carga transportada, redução de emissão de CO2 na atmosfera e redução de consumo de combustível”, completa.

Segundo Fabiano Gastaldon, coordenador de engenharia de produto da Librelato, “a ideia de desenvolver o projeto foi em cima da competitividade, que cresce cada dia mais em relação aos implementos rodoviários, buscando uma redução de tara para ter uma logística  de maior carga líquida, que é o que todos os clientes procuram hoje: transportar mais”, salienta, destacando que o produto ficou mais resistente, devido ao uso de materiais de alta resistência.

0
0