Festival das Tribos, patrocinado pela Alcoa, já está agitando a cidade de Juruti

A emoção é o principal ingrediente das apresentações das tribos Munduruku e Muirapinima, no Tribódromo, com o patrocínio da Alcoa.

A emoção é o principal ingrediente das apresentações que acontecem no espaço do Tribódromo. São quatro dias (25 a 28 de Julho) de encenações, magia, cores e música, num espetáculo teatral a céu aberto, no qual as protagonistas são as Tribos Munduruku e Muirapinima. A manifestação cultural que reverencia os povos indígenas e sua relação com o meio ambiente, está em sua 25ª edição este ano e contará mais uma vez com apoio da Alcoa, que renovou o patrocínio no valor de R$ 230 mil para a Maná Produções, por meio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura.

Para o operador ferroviário da Alcoa, Romário Santos, férias tem significado de muito trabalho. Há 7 anos, ele, que é jurutiense, tira férias da empresa no mês de julho para atuar voluntariamente no Festival Folclórico das Tribos Indígenas de Juruti, o Festribal. Anualmente, no último fim de semana de julho, o festival transforma a cidade na capital cultural do Pará. Nesse período, Romário passa de operador ferroviário a diretor de Galera, responsável pela animação e coreografia da torcida, item que vale ponto na disputa entre as tribos.

Romário Santos é responsável por coordenar mais de 100 pessoas, entre criadores de adereços e organizadores de torcida. “Faço porque gosto, faço isso por amor. Como jurutiense, desenvolvo esse trabalho contribuindo com minha tribo com muita dedicação, assim como é no trabalho na Alcoa. Quando a gente chega no dia da apresentação e vê aquela arquibancada lotada e linda, o sentimento mais puro é o de dever cumprido. É contagiante, é emocionante e arrepia”, conta.

A Alcoa apoia o evento desde sua chegada à Juruti tendo investido mais de R$ 1,4 milhão no Festribal, considerado Patrimônio Cultural do Pará desde o ano de 2008. “Para a Alcoa, é um motivo de muito orgulho poder estar junto com a comunidade honrando a a cultura da Amazônia”, diz o presidente da Alcoa Brasil, Otávio Carvalheira. “Essa é uma forma de Cuidar das Pessoas, cuidar de Juruti, cuidar da cultura”.

Segundo a Secretaria de Cultura, Desporto e Turismo de Juruti, a expectativa é que este ano, 20 mil pessoas participem dos quatro dias de Festival, promove um aquecimento significativo das vendas no comércio local. De acordo com Pesquisa de Demanda Turística realizada pela Prefeitura de Juruti, em parceria com a Secretaria de Turismo do Estado (Setur), a maioria dos turistas que chegam à cidade neste período, é oriunda do Estado de São Paulo, mas a presença de visitantes de outros municípios do Pará e de outros estados da região Norte, também é forte.

0
0