TM implanta novo forno para tratamento térmico de tubos em ligas especiais de Cobre

O equipamento para tratamento térmico permitirá à empresa disponibilizar novas soluções especiais para as indústrias da construção civil e metal mecânica nos mercados interno e externo. Além disso, proporcionará uma redução de mais de 50% no consumo de energia elétrica desta etapa do processo

Visando ampliar a oferta de soluções customizadas para os clientes, a Termomecanica acaba de colocar em operação um novo forno para tratamento térmico de tubos de ligas de Cobre. O equipamento, utilizado no processo tecnicamente conhecido como revenimento, permite à companhia diversificar ainda mais o portfólio de tubos em ligas especiais de Cobre para o segmento de construção civil (metais sanitários) e a indústria metal mecânica, visando os mercados interno e externo. Os recursos destinados à aquisição e a instalação do forno estão inseridos dentro do pacote de investimentos da ordem de R$80 milhões previstos para o triênio 2019-2021.

De acordo com Ricardo de Luca, Gerente de Engenharia de Processos e Produtos da Termomecanica, o objetivo da companhia é estar cada vez mais apta para atender às necessidades de seus clientes no desenvolvimento de novas ligas e produtos para aplicações específicas. “Em todos esses anos, o nosso maior desafio foi o de oferecer algo além dos produtos de prateleira. Faz parte do DNA da TM e até da herança deixada por nosso fundador desenvolver soluções específicas. Conseguimos, por exemplo, tubos com a dimensão final da peça, através dos diâmetros, espessuras e comprimentos específicos solicitados. Também nos envolvemos diretamente no processo de desenvolvimento dos produtos de nossos parceiros, disponibilizamos uma estrutura técnica e de análises e treinamentos sobre metalurgia do Cobre para aprimorar a capacidade técnica dos clientes”.

O novo forno, além de estabilidade ao processo fabril dos tubos de ligas especiais de Cobre, proporciona uma redução de mais de 50% do consumo de energia elétrica em relação à mesma operação de tratamento térmico realizada anteriormente. Os ganhos de eficiência energética ocorrem devido à eficácia do revestimento térmico deste equipamento, que diminui as perdas do calor, e também pela melhor distribuição das resistências e pelo sistema de convecção do calor que emprega.

A Termomecanica é a única do mercado a dispor de uma centena de ligas em seu portfólio e também a fabricar tubos com essas ligas especiais. Os avançados processos de fabricação, fortes investimentos em P&D e os equipamentos disponíveis na fábrica trazem um diferencial importante para a companhia no que diz respeito à capacidade de fabricar produtos e ligas de maior complexidade e tubos com elevadas dimensões. “Estamos tecnicamente aptos para atender demandas específicas por conta dos investimentos em inovação que temos feito em nossa fábrica. Além disso, dispomos de uma extrusora de 7 mil toneladas e trefilas de grande porte que nos permitem fabricar tubos com até 203,20 milímetros de diâmetro para algumas ligas específicas, o que é um grande diferencial no mercado” .

Sobre a Termomecanica

A Termomecanica é líder no setor de transformação de Cobre e suas ligas, em produtos semielaborados e acabados. Passou a fabricar, recentemente, também produtos em Alumínio. Fundada em 1942, pelo engenheiro Salvador Arena, é altamente capitalizada, com um patrimônio líquido superior a 800 milhões de dólares. Comprometida com o desenvolvimento sustentável, mantém programas de modernização e expansão que definem sua tradicional estratégia de reinvestimento de lucros. Controlada pela Fundação Salvador Arena, que investe em educação e Terceiro Setor, a Termomecanica destaca-se no cenário brasileiro por sua contribuição efetiva para a transformação social por meio de seus resultados financeiros.

Conta com três fábricas no Brasil (São Bernardo do Campo – SP e Manaus – AM), uma no Chile (Santiago) e uma na Argentina (Grande Buenos Aires), além de dois Centros de Distribuição (São Bernardo do Campo – SP e Joinville – SC) e cerca de 1.700 empregados.

Uma das maiores indústrias privadas brasileiras, desde 1974 está entre as “Maiores e Melhores” da Revista Exame e, por dois anos (2017 e 2018), em primeiro lugar no ranking As Melhores da Dinheiro, no setor Mineração, Siderurgia e Metalurgia.

0
0