Vale mostra novo sistema de monitoramento de barragens

Na EXPOSIBRAM 2019 a Vale apresentou inovação até em sua forma de abordar as pessoas no evento. A empresa ofereceu um passeio virtual pelo seu Centro de Monitoramento Geotécnico (GMC), de onde a empresa monitora, em tempo real e permanentemente, as condições de suas barragens e demais estruturas operacionais em Minas Gerais. Este serviço, segundo a companhia, foi inaugurado em fevereiro de 2019 e, para o início de 2020, a intenção é abranger mais de 100 estruturas geotécnicas.

Segundo Ludymilla Sá, assessora de imprensa da Vale, a empresa tem colocado em prática ações para a reparação dos efeitos do rompimento da barragem B1, em Brumadinho, que inlcuem, entre outros assuntos, as obras emergenciais na região. Em sua palestra sobre Respostas aos Desafios da Reparação, o diretor especial de Reparação e Desenvolvimento da Vale, Marcelo Klein, destacou que um dos objetivos da participação neste evento foi apresentar à sociedade o trabalho e o investimento realizado pela mineradora nas obras de recuperação do Rio Paraopeba, além da perspectiva história do acolhimento e da construção do diálogo social participativo com as comunidades após o rompimento da barragem. A companhia é uma das principais patrocinadoras da EXPOSIBRAM.

0
0